Sinais da Palavra

16.º Domingo do Tempo Comum – Ano B

Por Cristo, «uns e outros podemos aproximar-nos do Pai, num só Espírito». Sim, n’Ele pode unir-se todo o Homem que procura verdadeiramente a Deus, seja grego ou judeu, seja de que condição for. Desde que deixe Cristo vencer e derrubar muros e unir pela paz.

Porque, como lembrava São Paulo: «Foi em Cristo Jesus que vós, outrora longe de Deus, vos aproximastes d’Ele». Ele veio não só aproximar-nos do Pai, como nos veio dar a dignidade de filhos, criando um Homem novo, chamado à salvação, «pela imolação do Seu corpo».

Porque é Ele o Bom Pastor que nos vem conduzir, que vem reunir num só rebanho, numa só Igreja. Porque é Ele o Pastor prometido, no Antigo Testamento, perante um povo desgarrado e mal conduzido por aqueles que apenas olhavam aos seus próprios interesses e iam «perdendo» o povo, como lembrava o profeta Jeremias, ao recordar a voz de Deus que diz: «Ai dos pastores que perdem e dispersam as ovelhas do meu rebanho!».

Porque é Ele, Jesus Cristo, o Pastor que se alegra com o trabalho feito pelos Apóstolos, que os convida ao descanso, mesmo perante as multidões que sempre pedem mais.

Mas é também Ele o Pastor que perante a multidão que O procura insistentemente, se compadece deles, «porque eram como ovelhas sem pastor» e os ensina. E como dizemos e acreditamos: «O Senhor é meu pastor: nada me faltará»…

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo