Sinais da Palavra

21º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Ninguém gosta de ser corrigido. Muitas das vezes, encaramos a correção como uma ofensa quase, como um reconhecer das nossas incapacidades, como uma afronta às nossas expectativas, aos nossos desejos.

Mas, a verdadeira correção, não a crítica humilhante e destruidora, ajuda a compor atitudes, a endireitar posturas, a recomeçar novos caminhos.

E é por isso, como lembra a Epístola aos Hebreus, que Deus nos corrige como um pai corrige o seu filho, para que O encontremos como caminho de vida eterna, para que a nossa forma de viver seja n’Ele fundada e para Ele dirigida.

E fazer de Cristo caminho de vida, é também anunciar e convidar os outros a seguir esse mesmo caminho, muitas vezes mais pelo exemplo do que pelos discursos e palavras. É ser profeta nos nossos tempos e com a própria vida.

E reconhecer em Cristo o caminho de salvação, não é apenas dizer-Lhe «comemos e bebemos contigo e tu ensinaste nas nossas praças», como nos lembra o evangelho. É tomar toda uma atitude de vida que seja coerente e seguir por um caminho, por uma porta que às vezes é tão estreita e por isso obriga a deixar para trás tantas coisas que por ela não passam, mas porta verdadeira para uma alegria que nunca mais terá fim.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Back to top button