Sinais da Palavra

3º Domingo do Tempo Comum – Ano A

Por: Padre Nuno Azevedo

Somos nós hoje, “o povo que vivia nas trevas” e que é convidado a descobrir em Cristo uma grande luz. Mas não uma luz qualquer, mas sim essa luz que vem libertar, que vem dar alento, que vem levantar da morte e da tristeza, que vem dar alegria.

Uma luz forte e intensa, que vem brilhar para todos os que a acolhem. Uma luz que se levanta, mas que também nos levanta a nós para Deus, Luz que é a própria presença de Deus no meio de nós.

Uma luz pessoal, para cada um de nós, como somos convidados a refletir e a sentir no refrão do salmo, quando dizemos: “O Senhor é minha luz e minha salvação”.

Mas, uma luz, Jesus Cristo, que é também um convite constante à conversão, à mudança de vida, a um sentir mais próximo este mesmo Reino de Deus que Ele nos traz, como o Senhor Jesus pregava no evangelho, ao dizer: “Arrependei-vos, porque o Reino de Deus está próximo”.

E precisamos, também na Igreja de hoje, de acertar agulhas e ações. Não somos todos do mesmo Cristo? Não foi por todos nós que o Senhor entregou a sua vida, morrendo na Cruz para nos salvar? Não foi no mesmo Senhor Jesus que recebemos todos o Batismo? Ouçamos São Paulo que nos diz: “que faleis todos a mesma linguagem e que não haja divisões entre vós”.

Então, onde o Senhor quer unir, não criemos nós divisões.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Back to top button