Viseu

A comemorar 7 anos banda de idosos A Voz do Rock lança primeiro single ‘Num Bairro em Viseu’

Passaram sete anos desde que um grupo de idosos de Viseu, alguns residentes em lares,
deram um pontapé à solidão e aceitaram fazer parte de uma banda que cantasse e tocasse
grandes temas do rock dos anos 80. Sendo todos avós não haveria melhor nome para o grupo: A Voz do Rock. Para definir o projeto nada melhor do que perguntar à sua mentora. “um
projeto tão especial que quando começámos a pô-lo de pé tive a certeza que era um projeto
para a vida. O constante desafio, o desafiar os nossos limites, os limites de cada um dos
elementos, quer dos avós quer dos músicos que acompanham o projeto, quer de mim própria,
é o grande motor que alimenta e dá vida A Voz do Rock, aos avós do rock”, respondeu Ana
Bento da equipa Gira Sol Azul.

A banda preparava-se para celebrar os sete anos de atividade com um concerto no passado
domingo, na associação Carmo’81, mas as regras da crise pandémica obrigaram ao
cancelamento do espetáculo. Seria igualmente nesse evento que A Voz do Rock iria apresentar
o seu primeiro single de um trabalho musical de originais ‘Num Bairro em Viseu’, da autoria de
músicos viseenses.

“Enquanto aguardam o reagendamento dos concertos ao vivo, os ‘A Voz do Rock’ anunciam
que sob a inspiração do próprio simbolismo do número sete, de conclusão cíclica e renovação,
entram neste novo ano de mãos dadas com músicos que muito admiram e que desafiaram os avós a gravarem temas originais compostos especialmente para eles”, explicou a Gira Sol Azul em comunicado.

‘Num Bairro em Viseu’ será o primeiro single cujo teaser já circula na página da banda e no
YouTube. Este tema tem assinatura da dupla viseense The Dirty Coal Train (Beatriz Rodrigues e Ricardo Ramos). “Estamos muito gratos à Beatriz Rodrigues e ao Ricardo Ramos e também a todos os que têm feito este caminho connosco”, acrescenta o comunicado.

A pandemia tem obrigado o projeto a cancelar concertos e outros eventos, bem como a
adaptar ensaios, o que levou a direção da banda a criar um novo plano de “atividade regular
completamente adaptado e que tem em conta todas as normas e orientações da DGS”. Este
plano que contou com o apoio da Câmara de Viseu integra a criação de material de estudo à
distância para os elementos do grupo, a realização dos ensaios semanais, mas em grupos muito pequenos dispersos por vários locais e até realizados ensaios individuais à porta dos domicílios dos avós. Têm acontecido também vários concertos públicos, “um dos pilares importantes do projeto”, de porta em porta, ao ar livre, num formato portátil e reduzido.

O concerto do 7.º aniversário que estava agendado no Carmo81, foi adiado para data a
anunciar.

Emília Amaral

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo