Viseu

Centro de Ambulatório e Radioterapia do Hospital de Viseu com projeto concluído

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) concluiu o projeto/estudo para a construção do novo Centro de Ambulatório e Radioterapia, um investimento superior a 24 milhões de euros, anunciou na passada terça-feira, 29 de junho, a administração do CHTV em comunicado.

A administração do CHTV tinha anunciado que o projeto estaria concluído no primeiro semestre do ano, que terminou na quarta-feira, mas a proposta inicial da criação de um centro oncológico deu lugar a um Centro de Ambulatório e Radioterapia, que estará pronto em 2023.

“O estudo inclui a unidade de radioterapia, hospital de dia hemato-oncológico, mas está também pensado para acolher outras áreas de prestação de cuidados em regime ambulatório, nomeadamente hospitais de dia”, adiantou o CHTV em comunicado. Com este projeto, a administração do CHTV pretende ainda “expandir a consulta externa, de modo a responder de forma adequada às necessidades da população”.

A administração explica no mesmo comunicado que a proposta “inclui uma parceria com o Instituto Português de Oncologia de Coimbra, E.P.E. (IPOC) e o Agrupamento de Centros de Saúde Dão-Lafões, que envolve a partilha conjunta do planeamento e instalação da Unidade de Radioterapia, a formação dos recursos humanos necessários, a uniformização de práticas clínicas e a utilização em moldes de complementaridade dos tratamentos e meios de diagnóstico que se revelem necessários”.

Segundo o presidente do Conselho de Administração do CHTV, Nuno Duarte, citado em comunicado, “a pandemia obrigou a ajustar o projeto a esta nova realidade, com circuitos diferentes, com novos espaços e posicionamentos. “Mas é com grande satisfação que demos um passo decisivo num projeto que tantas mais-valias irá trazer à população”, reforça, para quem a construção do novo Centro de Ambulatório e Radioterapia vem “assegurar a diferenciação do hospital e, ao mesmo tempo, melhorar a prestação de serviços, indo ao encontro das expectativas das populações da região interior Centro do país”. 

O CHTV revela que já remeteu o projeto para autorização superior, e espera-se que no final do mês de agosto seja possível submeter a candidatura a fundos comunitários.

Emília Amaral | edição impressa JB 01/07/2021


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo