Diocese

“Chamado a construir a casa sobre a rocha…”

Em tempo de pandemia, e com as restrições da DGS, as exéquias do Padre Manuel António da Rocha Fonte Santos foram vividas em momentos diferentes e com participações diversificadas: a celebração da Palavra no largo do cemitério de Tondela, a última encomendação junto ao jazigo onde ficou o seu corpo, reservada mais à família, a Eucaristia de sufrágio na Igreja Paroquial de Tondela, ainda na manhã de sexta, e a Eucaristia na Igreja Paroquial de Mangualde pelas 18 horas, do dia 14 de agosto.

D. António Luciano referiu-se ao sacerdote falecido como um “homem tocado por Deus, um verdadeiro missionário, sacerdote exemplar, um trabalhador incansável e fiel na vinha do Senhor”. E recordou algumas das suas tarefas na Diocese de Viseu: “foi fundador da comunidade (dos claretianos) de Tondela em (1990-1992). Depois voltou para Tondela e a 3 de agosto 2008, foi nomeado superior da comunidade e depois pároco (2008-2014). Depois é nomeado pároco do Campo de Madalena (2015-2017), depois pároco de Mangualde desde (17 de setembro de 2017 até 12 de Agosto de 2020), data em que faleceu no Hospital de São Teotónio em Viseu”. E ainda: “foi Diretor da Escola da Fé. Colocou um grande empenho no crescimento no Movimento “Encontros Matrimoniais”, organizou o Departamento da Família, Laicado, Movimentos e Obras, onde tínhamos muita esperança no trabalho por ele começado”.

E refletindo também sobre a Solenidade da Assunção da Virgem Maria, celebrada de forma vespertina em Mangualde, afirmou o Bispo da Diocese: “foi conduzido à presença de Deus pela mão do Coração de Maria, de quem ele se sentia um filho muito querido e amado. Nossa senhora veio buscá-lo para também ele ir para o céu, para junto de seu Filho servir com alegria a Deus”.

O Bispo da Diocese presidirá à Eucaristia de 7.º dia, na Igreja Paroquial de Mangualde, no dia 22 de agosto, pelas 18 horas.

edição impressa JB 20/08/2020

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo