Sinais da Palavra

Corpo e Sangue de Cristo – Ano A

Por: Pe. Nuno Azevedo

Um alimento que é promessa de eternidade…

E não um alimento qualquer, mas Alguém que diz: «Eu sou o pão vivo descido do Céu», um pão que do céu vem ser alimento para todos, vem fortalecer e unir a todos, vem ser «verdadeira comida» e «verdadeira bebida».

Um alimento, «pão dos anjos» agora dado aos homens, que nos vem lembrar como nos saciamos do que vem de Deus, deste «pão que desceu dos céus» e que dá em Si mesmo a vida aos que O comungam e nos lembra o que dizia Moisés no discurso ao povo, no livro do Deuteronómio: «o homem não vive só de pão, mas de toda a palavra que sai da boca do Senhor».

Então, que cada cristão saiba agradecer verdadeiramente este ser convidado para algo tão singular: «a comunhão com o Sangue de Cristo», «a comunhão com o Corpo de Cristo», como lembrava São Paulo, participando dessa unidade única de todos nós «que formamos um só corpo, porque participamos do único pão».

E o saibamos procurar de coração aberto, participando plenamente nessa mesa de eternidade, nesse banquete singular em que quem recebe o Corpo e o Sangue de Cristo «tem a vida eterna».

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Ver também

Close
Back to top button