Sinais da Palavra

Corpo e Sangue de Cristo – Ano B

Uma nova e eterna aliança, feita não com sangue de qualquer animal, mas com o Sangue do próprio Filho de Deus, que o dá com consciência, como ato salvador.

Uma nova e eterna aliança, feita com todos os homens que a queiram aceitar, vivendo-a como sua, na participação do altar, onde Ele, Jesus Cristo, continua a fazer-Se alimento de vida eterna, ao dizer-nos: «Tomai: Isto é o Meu Corpo»; «Este é o meu Sangue, o Sangue da nova aliança, derramado pela multidão dos homens».

Uma nova e eterna aliança, feita pelo Mediador entre Deus e os homens, porque Ele próprio verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, feita uma única vez e para sempre, na oblação do Seu próprio Corpo e Sangue na Cruz, como nos lembrava a epístola aos Hebreus:  «Por isso, Ele é mediador de uma nova aliança, para que, intervindo a sua morte para remissão das transgressões cometidas durante a primeira aliança, os que são chamados recebam a herança eterna prometida».

Que ninguém se aproxime inadvertidamente desta Aliança, entre Deus e os Homens, celebrada e vivida hoje na comunhão de um mesmo Corpo e Sangue, na participação de um mesmo altar. Mas, que reconheçamos o Seu valor, a Sua importância para nós, hoje, que participamos e vivemos a Eucaristia do Senhor.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo