Viseu

Covid-19: Hospital de Viseu com “medicina de catástrofe”

O Hospital S. Teotónio de Viseu recebe entre vinte e trinta novos doentes com Covid-19 por dia. O diretor clínico do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, Eduardo Melo, explica que a instituição está numa “situação muito difícil”, tal como os outros hospitais do país.

De acordo com o responsável, neste momento, estão internadas 276 pessoas, 23 das quais em cuidados intensivos, explicando que, apesar da gravidade, que há uma certa estabilidade nos números de internados ao longo da semana.

Eduardo Melo afirma que o Hospital de Viseu tem feito uma gestão “ao minuto” da pandemia, sendo possível dar alta a doentes Covid e não Covid e deslocar alguns doentes para outras áreas.  O diretor assegura que o Pavilhão do Fontelo tem sido “a válvula de escape” para o Hospital, onde estão internados, neste momento, 18 doentes a cargo do Hospital e sete na parte social.

“Felizmente tem duas áreas, uma que fica a cargo do hospital para doentes que ainda precisam de continuidade de cuidados e tem uma área social que está a cargo da Segurança Social que tem recebido os doentes que já estão clinicamente estabilizados e que estão à espera que acabe o período de isolamento ou de resolução de casos sociais e isso tem-nos permitido fazer esta gestão de camas para já possível”, explica.

O responsável adiantou ainda que estão infetados cerca de 130 profissionais de saúde e mais 30 trabalhadores em isolamento. “Há muitas áreas no Hospital que estão com a atividade interrompida e por isso deslocamos os profissionais de áreas com menos atividades para umas com mais e temos conseguido recrutar profissionais, nomeadamente enfermeiros e assistentes operacionais, que têm conseguido substituir os trabalhadores em falta”, desenvolve.

 

 


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo