Viseu

Crise pandémica: Segunda fase do programa ‘Viseu Ajuda’ já apoiou 234 famílias

O programa de emergência municipal ‘Viseu Ajuda’ já apoiou 234 famílias na sua segunda fase, que coincidiu com a última vaga da pandemia da Covid -19. O balanço foi feito pela vereadora da Ação Social da Câmara de Viseu, Cristina Brasete, no final da reunião do executivo de quinta-feira, 18 de fevereiro.

A autarquia lançou o programa no ano passado para dar apoio a famílias do concelho atingidas
pela crise pandémica. A vereadora acrescentou que foram registadas cerca de 400 situações.

“Temos 396 ocorrências registadas, no qual resultaram em 234 famílias apoiadas. 99
desistiram por falta de documentos que são exigidos e 37 foram invalidadas por não se
encontrarem no pedido de ajuda ou já estavam a ser apoiadas por outras entidades. Estamos a
aguardar que 26 famílias entregam a documentação”, descreveu, acrescentando que, 223 famílias receberam apoio em forma de bens alimentares, enquanto 29 agregados receberam
medicamentos.

O Viseu Ajuda também ajudou cidadãos estrangeiros e encaminhou casos para a Segurança Social. Cristina Brasete enumerou que foram encaminhados 72 casos de famílias, que “já estão a ter outros apoios diferentes do Viseu Ajuda” e não só: “Também foram registadas 86 famílias de nacionalidade estrangeira e este foi um outro trabalho de proximidade que temos feito, acompanhando e ajudando estas famílias a regularizarem a sua situação. 73 pessoas foram apoiadas com alimentos, higiene e medicação por terem Covid-19 ou por estarem em isolamento profilático”, concluiu.

O programa ‘Viseu Ajuda’ destina-se a pessoas e famílias residentes no concelho, carenciadas,
em isolamento, mobilidade reduzida ou outra situação de emergência social, que necessitem
de uma resposta imediata para um conjunto de bens e serviços básicos, urgentes e inadiáveis.
Emília Amaral

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo