Centenário JB

D. António Luciano: Parabéns ao Jornal da Beira!

Celebrar um centenário é hoje um fenómeno pouco comum, contudo ainda temos bons exemplos.

Os meios de comunicação social davam-nos nestes dias a notícia de que uma mulher com cem anos, foi uma das primeiras a ser vacinada no grupo etário mais elevado de longevidade. O jornalista comunicava a notícia com alegria e esperança. A vida em todas as fases é bela e deve ser sempre bem cuidada como nos lembra o Papa Francisco na sua mensagem para o Dia Mundial da paz, celebrado no passado dia 1 de janeiro com o tema: “A cultura do Cuidado como percurso para a paz”.

Também o Jornal da Beira, no próximo dia 9 de janeiro de 2021, celebra cem anos. Parabéns por tão longa vida e por um serviço tão nobre e próximo prestado aos seus leitores. Tantas palavras, tantas mensagens, tantas notícias, tantos acontecimentos relatados que marcaram e enriqueceram a Diocese,  a cidade, as vilas, as aldeias, a região de Viseu e todos os lugares onde chegou a boa imprensa através do Jornal da Beira. Parabéns por este século de vida e esperança por um futuro melhor onde seja possível chegar para levar a mensagem que sempre o caracterizou. A Diocese, Portugal e a humanidade ficou mais rica sempre que o Jornal em cada semana ofereceu, palavras, comentários, formação, partilhou eventos e acontecimentos e se tornou testemunho de uma Igreja viva, de uma esperança renovada para a história em construção e de um mundo em mudança, relação, interação e comunicação. 

A Boa Imprensa é um excelente meio de fazer crescer a cultura, o conhecimento fundamental para a pessoa humana se sentir um ser integral. Ao comunicar bem, partilhar, transmitir notícias, celebrar eventos, recordar acontecimentos, realizar a evangelização, promover o progresso humano e social, educar para valores humanos, morais e espirituais com nobreza e riqueza de  ideal que dignificam a missão da imprensa de inspiração cristã e regionalista.

Felicitando o nosso Jornal da Beira pelo seu centenário, evoco a Fratelli Tutti do Papa Francisco:

“A Igreja ”tem um papel público que não se esgota nas suas atividades de assistência ou de educação”, mas busca a promoção do homem e da fraternidade universal”. Não pretende disputar poderes terrenos, mas oferecer-se como “uma família entre as famílias – a Igreja é isto -, disponível (…) para testemunhar ao mundo de hoje a fé, a esperança e o amor ao Senhor mas também àqueles que Ele ama com predileção. Uma casa com as portas abertas… A Igreja é uma casa com portas abertas, porque é mãe” (FT 276).

É isto, que eu desejo que seja o Jornal da Beira ao celebrar o seu centenário, um Jornal aberto a todos, uma casa de cultura, informação e formação para todos com a raiz profunda da sua génese e matriz. Um jornal católico, Diocesano, ao serviço das pessoas, da Igreja e do mundo.

Parabéns! Felicidades! 

Ad multos annos no projeto do carisma fundacional em fidelidade a todos os seus diretores, redatores e compositores. O Jornal é um bem de todos e para todos.

Agradeço a todos aqueles que contribuíram no passado e no presente para o nosso Jornal ter esta grandeza e longevidade. 

Peço para todos aqueles, que amam, leem, assinam e estimam o Jornal da Beira, as maiores bênçãos de Deus e a proteção de Nossa Senhora e de São José.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo