Região

Dois detidos em Sátão a caçar javalis com recurso a meios não permitidos

A GNR, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Mangualde, deteve dois homens de 29 e 36 anos por caça com recurso a meios não permitidos, no concelho de Sátão.

“No decorrer de uma ação de prevenção e fiscalização ao exercício do ato venatório, os elementos do NPA detetaram os suspeitos em flagrante a realizar caça ao javali através de meios não permitidos (laços), culminando na sua detenção e na apreensão de 22 cabos de aço”, divulgou o Comando Territorial de Viseu da GNR em comunicado.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Sátão.

A GNR lembrou que “o laço é um meio proibido para o ato venatório, tipificando um crime punível com a pena de prisão até seis meses ou com pena de multa até 100 dias, nos termos da Lei da Caça, trata-se de um meio não seletivo de caça, causando risco indiscriminado para outros animais selvagens e domésticos e mesmo para os seres humanos.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), revelou ainda que tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Os interessados têm disponivel a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo