Viseu

Festival de Música da Primavera arranca esta quinta-feira digital e mais português

“É o festival mais nacional de sempre, o que é bom, porque todos [os músicos] atravessam uma fase muito complicada e é mais uma forma de o festival poder ajudar os artistas portugueses”, salientou o diretor artístico do 14º Festival Internacional de Música da Primavera, José Carlos Sousa.

Organizado pelo Conservatório de Música de Viseu Dr. José de Azeredo Perdigão – com um apoio de 100 mil euros da autarquia através do programa Viseu Cultura – o festival arranca esta quinta-feira, 1 de abril e prolonga-se até ao dia 25, apresentando duas dezenas de concertos em formato online, que envolverão cerca de 250 músicos, durante aquela que será a edição com mais portugueses.

“Tínhamos músicos que vinham dos Estados Unidos, do Canadá, da China e do Japão, e que não podem vir [devido à covid-19]”, acrescentou em conferência de imprensa o diretor artístico do festival, explicando que a opção foi “dar primazia aos músicos portugueses”.

No ano passado, por causa da pandemia, a organização decidiu adiar o festival para dezembro, mas percebeu “que não valeu de muito a alteração de datas”, e este ano manteve as que estavam previstas.

A abertura do festival acontecerá esta quinta-feira, às 21h, com a transmissão em `live streaming` do concerto da Orquestra Clássica do Centro, que se apresenta pela primeira vez no evento, acompanhada pelo Coro Coimbra Vocal, para interpretar o ‘Requiem’ de Mozart. O concerto será gravado na Igreja do Seminário.

A edição deste ao do Festival Internacional de Música da Primavera o Concurso Internacional de Piano, com a atribuição de 13.500 euros em prémios monetários. O concurso conta com inscrições de 28 concorrentes de 14 nacionalidades.

Emília Amaral

 

 

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo