Viseu

Funicular e comboio turístico vão funcionar articulados

FERNANDO RUAS DIZ QUE O ANTERIOR EXECUTIVO JÁ TINHA ABANDONADO PROJETO DO VEÍCULO AUTÓNOMO

O funicular que liga o recinto da Feira de São Mateus (Campo de Viriato) ao centro histórico de Viseu vai continuar a funcionar, podendo em breve trabalhar em articulação com o comboio turístico que a autarquia vai pôr a circular novamente na cidade.

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Ruas, anunciou na semana passada que quando tomou posse já não encontrou qualquer projeto de intenções de substituir o funicular pelo veículo elétrico autónomo batizado de ‘Viriato’. “Pelo que consultei o executivo anterior já tinha abandonado a ideia do ‘Viriato’. Não alterámos nada, ele já tinha caído”, respondeu o autarca em conferência de imprensa.

“O funicular vai funcionar como funcionava anteriormente. Ele nunca funcionou de forma regular, tinha períodos definidos e são esses períodos que vamos manter”, acrescentou o autarca, ao relembrar a razão da sua criação, para responder a quem considera ter sido um investimento caro. “O funicular foi seguramente o investimento mais barato que tivemos em Viseu. Estávamos inseridos na Polis em que eramos acionistas em 40% (60% do Estado). Os investimentos Polis eram financiados em 85%. Imaginemos que custou 5 milhões de euros (foi menos) então a esta sociedade só custou 15% e nós [Câmara de Viseu] pagámos 40% de 15%, é fácil fazer as contas”, explicou.

Quanto ao comboio turístico, o que existe está inoperacional e obsoleto e, por isso, a autarquia está a estudar se o repara ou se compra um novo. “Não é admissível que uma cidade destas não tenha um comboio turístico”, comentou o autarca, avançando que um dos seus objetivos é transportar crianças das escolas, de funicular até ao centro histórico, para que visitem os três museus aí existentes, e que o regresso seja feito de comboio turístico. 

O funicular “não tem tido a utilização desejada e é isso que lhe quero dar. Nós queremos o funicular a funcionar e o comboio turístico articulados porque é uma boa rentabilidade. Se propiciarmos às escolas do concelho uma visita aos três museus deixando que o funicular leve os alunos [até próximo do Adro da Sé] a visitar os três museus e regressarem de comboio turístico é uma excelente manhã ou uma excelente tarde para os alunos com bons resultados, porque temos os museus a serem fruídos”, anunciou.

O funicular de Viseu está em funcionamento desde 2009.

Emília Amaral | edição impressa JB 24/02/2022


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo