Centenário JB

Início das Comemorações do Centenário de Jornal da Beira Semanário da Diocese de Viseu

Voz do Pastor

1. Felicito o “Jornal da Beira”, neste dia 9 de Janeiro de 2020, dia de grande memória e merecimento, por ser o dia do nascimento do órgão de Comunicação Social da Diocese de Viseu, dia da primeira publicação escrita do jornal há 99 anos. 

Iniciamos hoje a celebração do seu centenário. Dou graças a Deus pela Palavra anunciada pelo Verbo, Palavra Divina, transcrita pelo jornalista para uma folha de papel. Em memorial dos gestos humanos, escritos em tipografia, que fazem do papel e da tinta uma mensagem viva. O leitor de um livro, de um documento manuscrito, de um jornal diocesano é convidado a descodificar pela leitura atenta a palavra escrita que lhe transmite sentimentos, afetos, notícias e opiniões que lhe alimentam a mente, são força de inspiração e serenidade de um coração que ama. 

A missão que tem desempenhado o “Jornal da Beira” ao longo destes 99 anos, como “A  Folha” que o precedeu,  lhe deu alma e inspirou a sua essência, qual farol que ilumina a mente, enriquece a memória, faz história centenária e promove com gratidão a sua dupla missão: anúncio e iluminação. Um meio de Comunicação Social, que celebra esta data passou por etapas que é importante recordar e celebrar.

O serviço prestado pelo Jornal aos cristãos, à Diocese de Viseu, à Igreja, aos cidadãos, ao bem público da sociedade e à promoção da Região das Beiras, não pode ficar no esquecimento e tem que ser motivo de festa e de uma celebração do centenário na dignidade dos seus eventos. Por tudo o que foi feito, acontece hoje e programamos para o futuro, o meu obrigado sincero e expressivos parabéns

A todos os assinantes e aqueles, que na diáspora recebem o Jornal da Beira, o meu bem-haja em nome da Diocese e da Fundação. Pelos desejos realizados, pelos objetivos alcançados, pelas palavras escritas e partilhadas através de uma leitura assídua em cada ritmo semanal, a minha gratidão.

2. O Decreto Inter Mirifica,  sobre os Meios de Comunicação Social do Concílio Vaticano II, afirma que “entre as maravilhosas invenções da técnica, que principalmente nos nossos dias, o engenho humano extraiu, com ajuda de Deus, das coisas criadas, a Santa Igreja acolhe e fomenta aquelas que dizem respeito , antes de mais, ao espírito humano e abriram novos caminhos para comunicar facilmente notícias, ideias e ordens” (IM 1). Entre estes meios salientamos a imprensa, a rádio, a televisão e outros meios de Comunicação Social (cf IM, 1). 

Hoje, as novas tecnologias, a internet, o telemóvel, o email, o facebook. o instagram e outros meios mais avançados.

Amar o “Jornal da Beira”, promover a sua leitura, consiste em saber encontrar nele um verdadeiro amigo, cada vez mais próximo de nós. O início de um Centenário de um Jornal diocesano, eclesial, regionalista nos nossos dias é um autêntico milagre. Que este continue a ser um baluarte defensor dos valores humanos, cívicos, morais e cristãos.

† António Luciano, Bispo de Viseu

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Back to top button