Viseu

Ministra da Agricultura garantiu medidas extraordinárias numa visita à região de Viseu

Setor Vitivinícola enfrenta quebras acentuadas nas vendas

A UDACA teve um problema grave [causado pela pandemia da Covid – 19], porque é uma empresa exportadora, em que 70% do seu negócio é feito no mercado internacional e, portanto, depende muito de como estão os mercados internacionais, fundamentalmente dois mercados em particular: a China e o Brasil”, afirmou o presidente da União das Adegas Cooperativas do Dão (UDACA), Fernando Figueiredo, confirmando quebras de vendas de 40% no primeiro semestre do ano, tanto no mercado externo como no mercado nacional, este último “com uma quebra acentuada”. O setor vitivinícola da região do Dão enfrenta assim graves consequências nas vendas, devido à pandemia.

Este conteúdo requer uma subscrição
Subscreva uma assinatura ou faça Login.

Emília Amaral  |  edição impressa JB 18/06/2020

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo