Igreja

NIGÉRIA: “Pagar resgate seria colocar à venda os padres”

DIZ ARCEBISPO DE ABUJA FACE À ONDA DE RAPTOS NO PAÍS

“Nós, os Bispos da Nigéria, concordámos unanimemente na nossa Conferência Episcopal e deixamos bem claro que não pagamos resgates.” A afirmação é de D. Ignacio Kaigama face à onda de raptos de sacerdotes, religiosas, catequistas e outros membros da Igreja nos últimos tempos. “Pagar um resgate significa colocar todos à venda e em perigo todos os padres, irmãs e colaboradores da Igreja que se movem continuamente entre as aldeias, sem usufruir de qualquer tipo de conforto, mas sempre prontos a sacrificar-se pelo amor de Deus”, diz o Arcebispo de Abuja.

Este conteúdo requer uma subscrição
Subscreva uma assinatura ou faça Login.

AIS  |  edição impressa JB 25/03/2021


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo