Igreja

No Iraque Papa repetiu mensagens em defesa da comunidade cristã, apelando ao diálogo entre religiões e à paz

Francisco regressou a Roma, após se ter tornado o primeiro Papa a visitar o Iraque, numa viagem marcada pelas mensagens em defesa da comunidade cristã, apelando ao diálogo entre religiões e à paz no país e no Médio Oriente.

“Deus é misericordioso e a ofensa mais blasfema é profanar o seu nome odiando o irmão. Hostilidade, extremismo e violência não nascem dum ânimo religioso: são traições da religião”, declarou, num simbólico encontro inter-religioso que decorreu em Ur dos caldeus, a terra natal do patriarca Abraão, uma referência para judeus, cristãos e muçulmanos.

A visita, também a primeira desde o início da pandemia, foi considera “emblemática” pelo próprio Papa, ao partir da Itália, e como um “dever” para com uma comunidade “martirizada” pela violência terrorista e a guerra, nas últimas décadas.

edição impressa JB 11/03/2021


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo