Viseu

Obras Sociais de Viseu arranca com dois novos projetos na comunidade

O concelho de Viseu vai beneficiar, durante 36 meses, da implementação de dois Contratos Locais de Desenvolvimento Social 4G infra concelhios. As Obras Sociais de Viseu é a Entidade Coordenadora Local da Parceria (ECLP) dos projetos ‘Viseu Comunidade de Afetos’ e ‘Viseu Positivo’.

O programa CLDS-4G tem como objetivo promover a inclusão social de grupos populacionais que revelem maiores níveis de fragilidade social num determinado território, mobilizando para o efeito a ação integrada de diversos agentes e recursos localmente disponíveis, constituindo-se como um instrumento de combate à exclusão social fortemente marcado por uma intervenção de proximidade realizada em parceria.

As atividades dos projetos estão planificadas tendo por base três eixos de intervenção:  Emprego, formação e qualificação; Intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil e auxílio e intervenção emergencial às populações inseridas em territórios afetados por calamidades e/ou capacitação e desenvolvimento comunitários.

A entidade Obras Sociais que coordenou o anterior CLDS 3G Viseu Igual, divulgou que o projeto envolveu 18.470 pessoas. “Os resultados alcançados foram extremamente positivos na capacitação de muitas famílias. Os contributos dos parceiros da rede social são essenciais para a otimização da intervenção nos territórios, contribuindo para uma comunidade mais inclusiva e melhoria da qualidade de vida de todas e de cada pessoa”, difundiu em comunicado.

Os atuais projetos, já em funcionamento, têm a sua sede na Rua João Mendes, N.º 51, Rés do Chão Direito (conhecida como Rua das Bocas) no edifício municipal onde funcionam outros serviços sociais: Creche, Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS); HABISOLVIS, Ação Social do Município, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ).

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Back to top button