Saúde

Padrões alimentares dos portugueses são insustentáveis

A alimentação pesa 30 por cento na pegada ecológica dos portugueses, mais do que os transportes ou o consumo de energia. A percentagem faz de Portugal o país mediterrânico com a maior pegada alimentar per capita. A conclusão é de um estudo da Universidade de Aveiro (UA) que deixa o alerta para uma balança muito desequilibrada: “Portugal importa 73 por cento dos alimentos e só o peixe e a carne ocupam cerca de metade do peso da pegada alimentar nacional”. 

Este conteúdo requer uma subscrição
Subscreva uma assinatura ou faça Login.

Filipe Teles, Sara Moreno Pires e Armando Alves (investigadores UA)

edição impressa Jb 10/12/2020

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo