Desporto

“Penso que os portugueses já me reconhecem o mérito”

ENTREVISTA A MIGUEL MONTEIRO, ATLETA PARALÍMPICO, E JOÃO MENDES, TREINADOR DA CASA DO POVO DE MANGUALDE

O atleta paralímpico da Casa do Povo de Mangualde, Miguel Monteiro, foi condecorado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com a Comenda da Ordem de Mérito, depois de ter conquistado a medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. 

A cereja em cima do bolo numa carreira que começou muito cedo e se tem alimentado de uma cumplicidade única entre o atleta de baixa estatura no lançamento do peso de atletismo e o seu treinador, o conhecido João Mendes. Natural de Mangualde, Miguel Monteiro, de 21 anos, concilia atualmente a vida de atleta com a Universidade de Aveiro, onde estuda Engenharia e Gestão Industrial. A universidade abre-lhe as portas para treinar sempre que os horários permitem, mas é ao fim-de-semana que se encontra com o treinador de sempre e dá tudo por tudo.

Fomos encontrá-lo a treinar no Estádio Municipal de Mangualde, numa sexta-feira. A noite já tinha caído e a temperatura também, mas nada fazia tremer um treino que tinha de garantir um bom resultado em Braga. Foi ali mesmo que bateu a melhor marca no treino (10,82 metros). Seguiu-se uma conversa, onde Miguel Monteiro provou a motivação que fez dele um atleta paralímpico. 

 

Este conteúdo requer uma subscrição
Subscreva uma assinatura ou faça Login.

Emília Amaral | edição impressa JB 20/01/2022


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo