Sinais da Palavra

Pentecostes – Ano A

Por: Pe. Nuno Azevedo

Apesar dos medos humanos, Deus vem vencer a nossa resistência, vem abrir as nossas «portas fechadas», vem despertar em nós a urgência do anunciar, do partir em missão.

Essa força do Amor de Deus, esse Espírito que vem do alto, hoje, como na manhã de Pentecostes, vem dar sentido à nossa oração, que não pode continuar fechada, seja nas casas, seja nos corações, mas tem de sair para testemunhar e anunciar Jesus Cristo, falando de uma forma que o mundo de hoje também entenda, em que todos se sintam convidados a escutar e a alegrar-se com esta novidade maravilhosa que sobre nós desce.

E que o Espírito nos traga de novo a paz, a paz de Deus que Jesus confia aos discípulos, que faz vencer os medos e nos transforma em apóstolos dos nossos tempos, chamados a levar aos outros essa paz e o perdão que reconcilia, que faz sair dos muros em que fechámos os nossos corações e as nossas vidas e nos envia, cheios de confiança.

Afinal, somos muitos, diversos e diferentes, mas animados por um mesmo Espírito que em todos trabalha e nos faz «constituirmos um só Corpo», como lembrava São Paulo…

E que o pedido que fazemos: «Mandai, Senhor, o vosso Espírito e renovai a terra», seja sentido, deixando que a primeira renovação seja nos nossos corações.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Ver também

Close
Back to top button