Viseu

Presidente da Câmara de Viseu morreu este domingo aos 59 anos

A Câmara de Viseu decreta luto municipal durante três dias, pela morte do presidente da autarquia. “O Município de Viseu informa, com enorme pesar, que o presidente da Câmara, António Almeida Henriques, faleceu esta manhã no Hospital de São Teotónio, vítima de complicações respiratórias decorrentes da COVID-19”, lê-se num comunicado da autarquia que publicamos na integra:

“António Almeida Henriques encontrava-se internado no Serviço de Medicina Intensiva desde o dia 10 de março. O Presidente da Câmara Municipal de Viseu acusou positivo ao coronavírus no passado dia 4 de março, evidenciando apenas sintomas ligeiros. No dia 7 de março, face ao agravamento dos sintomas, dirigiu-se ao Hospital de São Teotónio, onde foi observado, tendo ficado internado por precaução. O agravamento do estado clínico de António Almeida Henriques obrigou à entubação e ventilação mecânica, situação que se manteve até hoje, tendo vindo a falecer.

António Almeida Henriques tinha 59 anos e era Presidente da Câmara Municipal de Viseu desde 2013. A sua elevada cultura democrática e competência política, levaram-no a ocupar diversas funções de grande responsabilidade, tanto ao nível do associativismo, como a nível político. Foi deputado à Assembleia da República, nas IX, X e XI e XII Legislaturas e Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PSD entre 2005 e 2007 e 2010 e 2011. Entre 2011 e 2013, exerceu funções como Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do XIX Governo Constitucional, liderado por Pedro Passos Coelho.

Mas foi ao concelho de Viseu, terra onde nasceu e onde sempre viveu, que António Almeida Henriques dedicou os melhores anos da sua vida. Desempenhou diferentes funções na vida política local e regional, tendo sido Presidente da Assembleia Municipal de Viseu durante oito anos, nos mandatos de 2005/2009 e 2009/2013, lugar que nunca abandonou apesar das funções que passou a ocupar no Governo de Portugal.

António Almeida Henriques liderava o Município de Viseu desde 2013 e tinha como grande objetivo completar o projeto desenhado durante a sua primeira candidatura, que visava colocar Viseu entre os melhores concelhos de Portugal. Destacava-se pelo seu sentido de justiça e retidão, e estava sempre disponível para parar e ouvir os viseenses e os colaboradores da autarquia. O projeto de vida de António Almeida Henriques era Viseu, porque, como muitas vezes dizia, “não podia ser Presidente de outra Câmara”. A sua partida é, por isso, uma perda irreparável para Viseu, para a região e para País.

O Município de Viseu agradece, desde já, todo o carinho demonstrado pelos viseenses ao Presidente da Câmara, mas apela ao respeito de todos pela privacidade da família neste momento de enorme sofrimento.

A autarquia declara, a partir de hoje, três dias de luto municipal. Em breve serão comunicados todos os detalhes relativos às cerimónias fúnebres”.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo