Viseu

Quatro novas Esculturas na Mata do Fontelo a partir de 9 de outubro

A Mata do Fontelo, em Viseu, passará a acolher dez obras de escultura pública, mais quatro que no ano anterior. As novas obras serão concebidas pelo português Rui Sanches, o angolano Kiluanji Kia Henda, a britânica Jazmin Charalambous e a dupla Thanasis Ikonomou e Signe Ferguson. A apresentação da terceira edição do POLDRA – Public Sculpture Project Viseu decorreu na semana passada, no espaço João Dias Studio, a “casa” do projeto e local de fabrico das peças, adiantou a organização.

“Neste momento, já é possível observar a construção destas obras de arte pública e adquirir uma perspetiva distinta quanto ao trabalho envolvido na preparação do que, normalmente, só é visível já na sua forma final, escreveu a direção artística numa nota enviada à imprensa.

Segundo a direção artística do POLDRA, é uma edição que tem mais “músculo”, dando uso a “um orçamento reduzido – proveniente do programa Viseu Cultura, Linha Animar – de forma cada vez mais eficiente, para posicionar Viseu no grupo restrito de cidades que investe e apresenta uma declarada orientação para a Escultura Pública Contemporânea”.

Num ano marcado por contingências derivadas da pandemia, o POLDRA consegue manter o seu calendário e a criação site-specific de quatro novas obras para a Mata do Fontelo.

No total, o Circuito de Escultura Pública da Mata do Fontelo passará a contar com 10 obras, visitáveis a partir das 18h de dia 9 de outubro, momento da inauguração do POLDRA 2020.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Back to top button