Sinais da Palavra

Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria – Ano B

Por: Pe. Nuno Azevedo

A digna morada preparada para o Filho de Deus.

A mulher que vem restaurar a graça perdida em Eva, a Mãe de todos os crentes, da nova Humanidade. Nela se cumpre a profecia feita à serpente, personificação do mal, no livro do Génesis: “Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela. Esta te esmagará a cabeça e tu a atingirás no calcanhar”.

Nela acontecem as “maravilhas que o Senhor operou”, que nos recordam o salmo.

Maria é a escolhida, a quem o Anjo do Senhor é enviado. A força da saudação que lhe é dirigida, “Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo”, que tantas vezes repetimos, lembra-nos esta especial graça em Maria, a Imaculada, e a força da missão que aceita, ao responder: “Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”.

“Porque a Deus nada é impossível”, como lembrará o Anjo, Maria é a eleita do Senhor, desde toda a eternidade, escolhida e preparada, também na sua conceção imaculada, para ser a Mãe de Deus e a Mãe da nova Humanidade.

São Paulo lembra-nos, na sua carta aos Efésios, esta predileção: “Ele nos predestinou, conforme a benevolência da sua vontade, a fim de sermos seus filhos adotivos, por Jesus Cristo, para louvor da sua glória e da graça que derramou sobre nós, por seu amado Filho”.


Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo