Destaques

Tribunal de Viseu decreta prisão preventiva para GNR acusado de violar menor

O militar da GNR, suspeito de abusar sexualmente da enteada, de 14 anos, em Mortágua (distrito de Viseu), ficou em prisão preventiva. Depois de ter sido detido na passada terça-feira, 12 de fevereiro, o Tribunal de Viseu decidiu pela preventiva.

As investigações ao militar, de 36 anos, que se encontrava a trabalhar no posto da GNR de Mortágua, terão tido a sua origem numa denúncia que a vítima terá apresentado na escola que frequentava a um profissional do estabelecimento de ensino. O Jornal de Notícias avançou que a jovem era filha da companheira do suspeito.

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Back to top button