Região

Vouzela: Ministro da Economia inaugura fábrica pioneira na europa

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, inaugurou, na passada sexta-feira, 9 de julho, em Vouzela, a Carbon Team, uma empresa de produção de quadros de carbono e outros componentes de bicicleta em fibra de carbono, que representa um investimento de 8,4 milhões de euros e a criação de 120 postos de trabalho, em 9.000 metros quadrados na zona industrial de Campia.

Pedro Siza Vieira, considerou a empresa que constroi os quadros de bicicleta mais leves do mundo desde 2020, “um grande exemplo e uma lição”, e explicou porquê: “É um grande exemplo que nos está a dar, esta ideia de afirmarmos a nossa competitividade, produzindo bens para os mercados globais em Portugal, incorporando inovação e conhecimento e automatizando processos que nos permite percorrer este caminho que fomos percorrendo nos últimos anos”. O governante lembrou ainda que “as exportações cresceram mais de 50%, as exportações de bens de tecnologia alta ou média alta são cada vez mais significativas”. No entender do ministro da Economia, “este é o caminho” que Portugal tem de continuar a trilhar.

Vouzela passa assim a contribuir mais para o mercado das exportações num setor, “onde hoje Portugal é líder”, uma vez que “no `cluster` da bicicleta, Portugal está a liderar em todas as componentes da cadeia de valor”. “Somos o maior produtor europeu de bicicletas, o maior exportador, temos também a produção de componentes, elas próprias exportadas para outros países e, portanto, temos um domínio grande de tecnologia, mas o mais interessante é que a equipa da Carbon Team nunca tinha produzido um quadro de carbono, foi desafiado para isso pelos seus clientes”, destacou.

O administrador da fábrica Carbon Team em Vouzela, Vital Almeida, explicou que “está previsto, no curto prazo, atingir a meta dos 25 a 30 mil quadros [de bicicletas]” e, “a médio prazo chegar aos 50 mil quadros”.

Vital Almeida explicou que a fábrica produz “um dos quadros mais leves do mundo, através de um processo completamente inovador e que garante o topo deste tipo de produtos. Mais do que uma satisfação, é um desafio importante”, sublinhou o responsável.

Alertas deixados a Pedro Siza Vieira

Num quadro pintado de tanta esperança, há que não esquecer as necessidades de uma região que está longe dos grandes centros. O presidente da Câmara Municipal de Vouzela, Rui Ladeira, quis ser na ocasião o “mensageiro das preocupações dos empresários” sedeados no concelho e pediu ao ministro da Economia para tomar posição sobre problemas que as empresas de produção estão a viver:  “A escalada galopante do preço das matérias-primas e a sua escassez; a necessidade de capitalização das empresas, a falta de mão-de-obra qualificada e mão de obra ajustada ao nosso tecido empresarial e a agilização dos fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do PT2030”.

Pedro Siza Vieira visitou ainda outros investimentos no concelho, como a Ecopista de Vouzela que pretende desenvolver um produto turístico ligado à bicicleta; a loja de produtos tradicionais ‘Saudade do Centro’, que recentemente criou um alforge para bicicletas em burel, um tipo de tecido muito típico da serra do Caramulo usado para a confeção da capucha; a inauguração da Bike Vantage, uma empresa que comercializa equipamentos para bicicletas; e o Bike Inn, um alojamento no centro da vila de Vouzela cujo conceito principal é a bicicleta.

Emília Amaral | edição impressa JB 15/07/2021

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo